Painkiller: nova série da Netflix retrata a crise dos opioides nos EUA. Estreia em 10 de agosto.

Painkiller: nova série da Netflix retrata a crise dos opioides nos EUA. Estreia em 10 de agosto.

A luta contra a crise dos opioides que assola os Estados Unidos há anos ganhará destaque em uma nova série limitada da Netflix. Com estreia marcada para 10 de agosto, a série intitulada “Painkiller” promete trazer uma releitura ficcional dos eventos relacionados à epidemia de opioides, com foco na empresa farmacêutica Purdue Pharma, sediada em Stamford.

Dirigida por Peter Berg, a série contará com seis episódios de uma hora de duração cada. O elenco conta com nomes conhecidos, como Matthew Broderick, que interpretará Richard Sackler, ex-executivo da Purdue e um dos proprietários da empresa. Uzo Aduba também fará parte do elenco, interpretando uma advogada dos EUA encarregada de investigar as vendas e o marketing do medicamento OxyContin, o narcótico mais vendido da Purdue. Taylor Kitsch interpretará um homem cuja vida é transformada após uma lesão.

A série é baseada em obras de dois jornalistas renomados, Barry Meier e Patrick Radden Keefe, que escreveram extensivamente sobre a Purdue e os membros da família Sackler envolvidos na empresa. O objetivo da série é retratar a densa e complexa tragédia da crise dos opioides, impulsionada pela ganância, corrupção e fragilidade humana.

É importante ressaltar que “Painkiller” não é um documentário, mas sim uma obra de ficção. A família Sackler, fundadora da Purdue Pharma, afirmou que muitas informações divulgadas sobre eles são errôneas ou enganosas. No entanto, o procurador-geral de Connecticut, William Tong, acredita que é fundamental que mais pessoas conheçam o papel desempenhado pela Purdue e pelos Sacklers na terrível história da epidemia de opioides.

Após declarar falência há quase quatro anos, a Purdue ainda está buscando um acordo abrangente para encerrar os processos judiciais relacionados à crise dos opioides. O acordo proposto prevê o pagamento de US$ 6 bilhões para combater o vício em opioides e ajudar as vítimas da crise. Connecticut seria beneficiado com uma alocação de cerca de US$ 95 milhões.

A decisão do Tribunal de Apelações dos Estados Unidos avançou o processo, revertendo uma decisão anterior que negava proteções legais aos Sacklers em relação aos processos relacionados aos opioides. No entanto, a aprovação final do plano de liquidação da Purdue ainda depende da aprovação de um juiz de falências.

Enquanto a falência da Purdue Pharma se desenrola, Connecticut já conseguiu obter centenas de milhões de dólares em acordos com outras empresas envolvidas na epidemia de opioides. Esses fundos estão sendo utilizados gradualmente para combater a crise e ajudar as vítimas.

A série “Painkiller” promete ser uma oportunidade para que o público compreenda melhor os eventos e as consequências da crise dos opioides nos Estados Unidos. Através de uma abordagem ficcional, a série busca trazer à tona as questões de ganância e corrupção que contribuíram para a disseminação desse problema de saúde pública.

Com uma equipe talentosa por trás das câmeras e um elenco renomado, a expectativa em torno de “Painkiller” é alta. A série promete ser uma adição importante ao catálogo da Netflix, explorando um tema relevante e impactante que tem afetado a vida de milhares de pessoas nos Estados Unidos.

Avatar photo

Sylvain Métral

J'adore les séries télévisées et les films. Fan de séries des années 80 au départ et toujours accroc aux séries modernes, ce site est un rêve devenu réalité pour partager ma passion avec les autres. Je travaille sur ce site pour en faire la meilleure ressource de séries télévisées sur le web. Si vous souhaitez contribuer, veuillez me contacter et nous pourrons discuter de la manière dont vous pouvez aider.