Desvendando a evolução da música latina de De la Calle

Desvendando a evolução da música latina de De la Calle

No coração da cultura musical latina

A música latina está crescendo. No ano passado, o álbum “Un Verano Sin Ti” de Bad Bunny se tornou o primeiro álbum em língua não inglesa a chegar ao topo da parada Billboard 200. O artista latino porto-riquenho de reggaeton e trap também se tornou o artista mais ouvido no Spotify pelo terceiro ano em uma sequência. Um sucesso global que permitiu que gêneros musicais latinos como reggaeton, música mexicana e outros ultrapassassem pela primeira vez US$ 1 bilhão em receitas. O fenômeno musical latino é inegável. Mas qual é a origem desses gêneros musicais?

A série documental “De La Calle”, transmitida pela Paramount+, pretende explorar essas questões e muitas outras. Idealizada por Nick Barili, um jornalista premiado originário da Argentina e criado na área da baía de São Francisco, esta série celebra a diversidade da música latina e sua conexão com o hip-hop americano. Vamos descobrir esta aventura musical que começou na rua.

**O amor de Nick Barili pelo hip-hop e seu início na música**

Aos 8 anos, Nick Barili, que imigrou da Argentina com sua mãe para escapar de conflitos políticos, encontrou conforto no hip-hop, apesar de seu desconhecimento da língua inglesa. Ele foi infundido com letras de artistas latinos de hip-hop como Big Pun, Fat Joe, NORE e Jim Jones. Este estilo musical de rua fez com que se sentisse reconhecido e legitimasse a sua existência num país onde a rua é frequentemente associada ao crime e não à beleza e à arte nascidas da luta.

**A influência do hip-hop na música latina**

O hip-hop desempenhou um papel importante na evolução dos gêneros musicais latinos, como o reggaeton e o trap latino. É por isso que Nick Barili escolheu começar “De La Calle” em Nova York antes de viajar por diferentes cidades da América Latina. O primeiro episódio nos apresenta alguns dos pioneiros do hip-hop, como Mr. Schick, Fat Joe, o fotógrafo Joe Conzo, o DJ Charlie Chase e a grafiteira Lady Pink. A série não segue uma cronologia rígida, mas convida o espectador a explorar a influência e a evolução do hip-hop nos diferentes géneros musicais nascidos nestas cidades.

**O passado musical e a resistência em vários países latinos**

A série explora as raízes da música reggae espanhola no Panamá, o desenvolvimento do reggaeton em Porto Rico, a influência da música africana, notadamente bomba y plena, e a história da resistência cubana através do hip-hop. O episódio dedicado à Espanha discute o impacto do hip-hop americano no cenário musical, enquanto o dedicado à Colômbia destaca a herança afro-latina na música da região. Barili voltou então à Argentina para explorar a cena do rap local, antes de seguir para o México, onde os jovens fundiam a música tradicional com o rap e o reggaeton para criar um som único.

Resumindo, “De La Calle” é uma série fascinante que demonstra o impacto do hip-hop na música latina em todo o mundo. Uma jornada musical cativante que finalmente reconhece a contribuição dos artistas latinos para a história do hip-hop.

Fonte: www.popsugar.com

Avatar photo

Sylvain Métral

J'adore les séries télévisées et les films. Fan de séries des années 80 au départ et toujours accroc aux séries modernes, ce site est un rêve devenu réalité pour partager ma passion avec les autres. Je travaille sur ce site pour en faire la meilleure ressource de séries télévisées sur le web. Si vous souhaitez contribuer, veuillez me contacter et nous pourrons discuter de la manière dont vous pouvez aider.