Resenha final da série Educação Sexual: Deixe acontecer

Resenha final da série Educação Sexual: Deixe acontecer

“Dizer adeus a uma série como Sex Education nunca é fácil. Muitos dramas adolescentes seguem o caminho mais fácil, com todos os casais encontrando a felicidade enquanto navegam pela vida após o ensino médio. Mas o episódio 8 da 4ª temporada de Educação Sexual adotou uma abordagem mais realista para reparar amizades que cederam sob a pressão dos problemas que cada um enfrentou ao longo da temporada final. E não foi uma tarefa fácil, longe disso.

Sex Education sempre teve um elenco impressionante, provavelmente por isso os episódios sempre foram recheados de conteúdo. A série raramente desperdiçava uma cena e terminava com uma nota agridoce, deixando-nos pensando no que o futuro reserva para todos.

A carta de Maeve para Otis parecia muito definitiva, o que me faz pensar que há uma boa chance de eles não se cruzarem novamente, o que é difícil de aceitar. No entanto, com Maeve de volta aos Estados Unidos e prosperando, o que mais podemos realmente esperar?

Se os primeiros episódios da 4ª temporada de Educação Sexual provaram alguma coisa para nós, é que relacionamentos à distância não são para eles, e tentar mantê-los causaria mais mal do que bem. A percepção de Maeve de que provavelmente não teria sido capaz de abrir seu coração sem Otis foi um dos momentos mais comoventes da série.

Maeve é ​​uma excelente escritora, e sua última carta para Otis foi repleta de imaginação, incorporando perfeitamente sua personalidade. Saber que eles se ajudaram é o suficiente para aliviar um pouco a dor de não ficarem juntos até o fim.

As pessoas têm que crescer com o show, e chega um ponto na vida em que você tem que superar o que você se tornou. Às vezes, isso significa afastar-se das pessoas que você pensava que estariam ao seu lado para sempre.

Maeve mostra um crescimento incrível ao voltar para a faculdade, dizendo a Thomas que ele não será o guardião quando ela entrar na indústria e, geralmente, colocando-o em seu lugar. Foi um dos seus melhores momentos.

Thomas destruiu Maeve com suas palavras no episódio 3 da 4ª temporada de Educação Sexual porque ele era muito frágil em comparação com qualquer outra pessoa que estava entrando na indústria e se tornando a nova estrela. Alguém do calibre dele deveria encorajar os alunos a falarem. É difícil não pensar em todos os escritores que ele silenciou no passado.

Sem voz não há escritor. A beleza de ser um escritor e ler o trabalho de outros escritores é que geralmente você consegue reconhecer a voz de alguém sem olhar para o autor. Maeve é ​​uma dessas escritoras, então é emocionante que Ellen tenha enviado Southport para um autor com quem ela trabalhou e que esteja recebendo a atenção que merece.

É uma pena não termos visto onde Maeve foi parar, mas não tenho dúvidas de que ela tem um futuro brilhante pela frente e se tornará uma voz importante no mundo editorial. A certa altura, ela quis esquecer Moordale por causa da dor de seu passado, mas espero que escrever seu romance seja terapêutico e lhe dê o encerramento de que precisa para estar em paz ao retornar para lá.

Otis também me impressionou muito, o que se você leu minhas resenhas sobre Educação Sexual sabe que não foi fácil nesta temporada. Assumir seus erros e acertar as coisas com Eric, sua mãe e até mesmo com Ruby era o progresso que eu esperava dele.

Havia temores de que a série terminasse com ele sendo um grande idiota, então agradeço que ele tenha se tornado mais consciente do impacto de suas ações nos outros. Consertar as coisas com Eric era uma necessidade. Desde a primeira temporada de Sex Education, o vínculo inicial foi um dos destaques.

Asa Butterfield e Ncuti Gatwa se divertiram filmando, o que ficou evidente nas cenas finais juntos. A compreensão de Eric de que não queria ser batizado não poderia ter acontecido em melhor hora para ele. Ele achou difícil acreditar em uma Igreja que não apoiava quem ele era, então pedir-lhe que jurasse lealdade e jurasse nunca mais pecar foi um grande pedido.

Eric decidiu se seria aceito e, infelizmente, a única pessoa que o apoiou foi sua mãe. Outro ponto crítico para ele foi a recusa da Igreja em aceitar a arrecadação de fundos devido ao seu desacordo com os valores de Cavendish.

As perguntas de Eric sobre sua fé foram centrais em seu arco ao longo da 4ª temporada de Sex Education, então foi mágico ter Jodie Turner-Smith como Deus para ajudá-lo a passar por esse teste.

Esses encontros com Deus foram malucos, incríveis e muito divertidos. Eles trouxeram um elemento bem diferente para os últimos episódios da série; Estou muito grato por isso. Em vez de Eric chegar a essa revelação fora da tela, testemunhamos seu processo de pensamento, e foi muito eficaz.

Agora que tem certeza de que quer ajudar as pessoas e se tornar Pastor Effiong, ele pode conquistar o mundo. Quem poderia imaginar que seu chamado o levaria a ajudar Cal em momentos de necessidade?

Os sinais estavam espalhados ao longo do episódio 6 da 4ª temporada de Educação Sexual, mas foi difícil conectá-los até que aparecessem na tela. A luta de Cal foi difícil de assistir. Eles procuraram desesperadamente por pessoas com quem pudessem se conectar, mas foi difícil. Além de Aisha, ninguém se interessou por suas vidas recentemente, o que afetou sua saúde mental.

É uma pena que Cal tenha desaparecido para sentir o amor dos outros, mas pelo menos agora eles estão plenamente conscientes dos esforços para encontrá-los.

Não sei o que o futuro reserva para Cal e, honestamente, não acho que eles deveriam dar uma segunda chance a Jackson tão rapidamente. Sim, Jackson procurou respostas sobre seu pai, mas se ele tivesse sido mais aberto com Cal, eles poderiam ter resolvido essas coisas como amigos.

Ver Jackson aparecer na porta de Jerome esperando que tudo ficasse bem foi triste, pois era óbvio que não seria o caso. Ouvir a verdade sobre Roz ter um caso com um homem casado deve ter doído, mas deveria ser uma lição para ser sempre aberto e honesto. Se Jackson soubesse…”

Fonte: www.tvfanatic.com

Avatar photo

Sylvain Métral

J'adore les séries télévisées et les films. Fan de séries des années 80 au départ et toujours accroc aux séries modernes, ce site est un rêve devenu réalité pour partager ma passion avec les autres. Je travaille sur ce site pour en faire la meilleure ressource de séries télévisées sur le web. Si vous souhaitez contribuer, veuillez me contacter et nous pourrons discuter de la manière dont vous pouvez aider.